Produtos
Soluções
Como a Infobip pode ajudar as fintechs a serem mais rentáveis

Como a Infobip pode ajudar as fintechs a serem mais rentáveis

Saiba como as soluções de segurança, automações e plataformas de comunicação e gestão de dados da Infobip pode auxiliar a sua fintech a ser mais rentável.

O número de startups que oferecem soluções financeiras no Brasil tem crescido exponencialmente na última década. Hoje, são milhares de fintechs que trazem inovação financeira e atuam como importantes agentes na bancarização da população e na democratização da educação financeira. 

E mesmo com o aumento expressivo no número de deals em 2021 (42% a mais do que em 2020, segundo a Distrito) e mais dinheiro sendo investido nas fintechs (48% a mais do que em 2020, totalizando U$ 3,8 bilhões), uma virada de chave começou a se mostrar: muitos desses investidores estão buscando fintechs que estejam mais próximas do lucro. 

Aquela máxima de “crescer exponencialmente primeiro, lucrar só mais tarde” está ficando um pouco para trás. E isso terá que mudar também a mentalidade das startups financeiras daqui para frente.

Corrida por rentabilidade se torna prioridade para as fintechs

As fintechs da América Latina, e em especial do Brasil, estão na mira dos investidores há alguns anos. Afinal, as características do nosso mercado são propícias para um grande crescimento: milhões de pessoas ainda são desbancarizadas, grande concentração de dinheiro em poucas instituições financeiras, pessoas ávidas por tecnologia e comodidade. 

A grande mudança é onde esse dinheiro está sendo aplicado. No Brasil, por exemplo, o Fintech Report da Distrito apontou que o maior volume (60%) foi para investimentos em rodadas late stage (de Series C para frente). E, apesar de só ter dois deals, Series G representaram um pouco mais dos U$4,8 bilhões investidos entre janeiro de 2021 e março de 2022 no Brasil. 

Esses números mostram que os investidores estão cada vez mais em busca de operações mais consolidadas e que  já passaram do estágio de comprovação de aderência do produto e fases iniciais de geração de demanda. 

Acho que esse ano, algumas empresas vão ter problemas em captar ou vão captar em down rounds, ao mesmo tempo que nem todos vão atrás de captação. Na minha opinião esse ano terá bastante consolidação do setor no ponto de vista de M&A”

Felipe Fujiwara, Fintech Investment Leader Latam no Softbank

A ideia que se forma para especialistas ouvidos pela Reuters é que “os recursos devem ser progressivamente canalizados para ativos que se mostrarem mais viáveis, que indiquem chances maiores de que vão dar lucro.”

Isso se deve principalmente às incertezas do mercado após a pandemia da Covid-19, aos altos juros na Europa e nos Estados Unidos e a diminuição no crescimento exponencial da base de clientes possível. Segundo eles, o foco agora tem que se voltar para engajar mais a base de clientes do que buscar novos públicos. 

Fonte: Fintech Report 2022, Distrito. Dados referentes a Janeiro de 2021 até Março de 2022

Como a Infobip pode ajudar a sua fintech ser mais rentável

Em um momento em que os investidores começam a cobrar por rentabilidade, é importante pensar em todos os elementos que a sua fintech pode otimizar para se tornar mais eficiente. 

Na Infobip temos soluções que irão auxiliar a sua fintech a cadastrar usuários com mais agilidade e segurança, automatizar partes da sua jornada e se comunicar em escala de forma muito mais assertiva.

Confira todos eles: 

1. Cadastro mais rápido e seguro

Cadastros rápidos, seguros e eficientes são um grande gargalo das fintechs – especialmente se você segue um modelo freemium ou de autosserviço. Criar uma experiência fluída e sem atritos nessa etapa da jornada é fundamental para garantir um bom pipeline. 

E dentro dos cadastros, os processos de verificação e autenticação de identidade são algumas das etapas que mais geram atritos. Para isso, você pode pensar em soluções de segurança como autenticação em dois fatores (2FA) em canais populares com estratégias de fallback, Mobile Identity para verificações silenciosas e baseadas em dados das operadoras, SIM Swap para análise se o chip do seu usuário foi trocado recentemente ou até uma simples verificação de CPF. 

Outra maneira de melhorar o processo de cadastro de novos usuários é através de um bot. Ele pode estar hospedado em aplicativos de bate papo (como WhatsApp, Viber, Messenger) ou no seu site/app e solicitar fotos para a verificação de identidade do usuário. Ou até mesmo usar documentos para preencher automaticamente alguns formulários. 

2. Automações

Garantir escala, sem onerar muito a folha de pagamento, é um dos maiores desafios das startups em geral. Neste sentido, trazer automações pode melhorar exponencialmente sua experiência e a eficiência da sua equipe. 

Uma das principais soluções para isso seria o uso de chatbots para desafogar sua central de atendimento e facilitar a comunicação com seus usuários. Segundo uma estimativa da Chatbot Magazine, as empresas podem reduzir 30% dos custos com atendimento ao cliente ao usar uma solução como essa. 

Você pode utilizar chatbots para:

  • Responder dúvidas comuns dos usuários;
  • Informar o status de uma solicitação;
  • Concluir cadastros;
  • Entregar segundas vias de faturas;
  • Fazer simulações de empréstimos e financiamentos;
  • Recomendar produtos/serviços;
  • Promover educação financeira.

O mais interessante dessa solução é que ela pode entregar conversas altamente personalizadas e que mantenham o contexto entre canais e agentes de atendimento. O que iria colocar a sua fintech na frente da concorrência, já que uma pesquisa da Frost & Sullivan mostrou que os usuários são duas vezes mais propensos a trocar de instituição financeira se tiverem que repetir informações entre um agente e outro ou entre canais de atendimento. 

3. Visão geral do cliente para tomadas de decisão mais assertivas

Como mencionamos acima, uma das estratégias apontadas por especialistas para as fintechs neste momento é trabalhar as suas bases para oportunidades de cross-sell, upsell e indicação. Mas para que você possa fazer isso com assertividade é necessário conhecer seus clientes em detalhes. 

Uma plataforma única para a gestão de dados dos seus clientes é a melhor aliada nesses momentos, uma vez que permite que você centralize todas as informações dos seus usuários (independente da área da fintech que as coletou) e que possa criar listas de segmentação baseadas em comportamentos, dados demográficos e histórico de uso/compra dos produtos que você oferece. 

Com essas informações em mãos fica muito mais simples personalizar campanhas que irão ressoar com dores específicas dos usuários (e, portanto, serem muito mais eficazes) e também orientar a criação de novos produtos/serviços baseados nos dados dos seus clientes. 

Para isso, na Infobip, temos a plataforma People. Saiba mais como ela funciona, clicando aqui.

4. Maior engajamento dos seus clientes em múltiplos canais

Ter informação e gerar insights sobre seus clientes deve ser o pilar da sua estratégia de comunicação. Mas também é preciso escolher o canal certo e o momento certo para o envio de cada mensagem. 

Por isso, fala-se no quão importante os fluxos e réguas de comunicação bem estruturadas são para o engajamento dos seus clientes e para a retenção deles na sua empresa. Através deles, é possível escolher o canal que mais se adequa à mensagem e ao público que você quer atingir, quais serão os gatilhos para o seu envio (comportamento, ação específica, segmentações), o timing exato para ele e as ações seguintes de acordo com a interação do usuário.

Desta forma, você consegue personalizar e contextualizar muito mais cada mensagem que você for enviar, com a potencia de uma operação em escala. É uma excelente união que irá fazer a sua fintech muito mais rentável. 

Na hora de escolher a melhor plataforma de comunicação para a sua instituição financeira, é importante levar em consideração:

  • Os canais que ela oferece. No Brasil, por exemplo, é essencial que a plataforma tenha acesso ao WhatsApp, SMS, push notifications, in app notifications e e-mail. 
  • Como essa plataforma faz a gestão dos dados? Ela é integrável ao seu CRM, ERP e contact center?
  • A plataforma permite a integração completa dos canais ou eles correm paralelamente? A distinção entre se uma plataforma de comunicação que sustenta uma estratégia omnichannel ou apenas multichannel será muito importante para garantir o fluxo de dados e contextualização entre os canais.
  • Quão simples é a plataforma para a criação de fluxos ou de novas mensagens? É preciso um programador ou ela permite a criação em um design drag-and-drop?
  • Escalabilidade da plataforma e do custo das mensagens. Seu objetivo é fazer a sua fintech crescer, não é mesmo? Então garanta que a plataforma de comunicação escolhida consegue segurar picos de demanda ou aumento da sua base sem cobrar um custo exorbitante para isso. 

Na Infobip, temos uma plataforma de comunicação omnichannel global, o Moments, que já conta com os principais canais integrados nativamente. Assim, você pode gerir todas as suas interações e fluxos em uma única plataforma, automatizando processos e analisando os resultados em dashboard personalizáveis. 

Além disso, nosso suporte 24/7 está preparado para auxiliá-lo sempre que preciso. E, caso você atue em mais de um país, você pode fazer o gerenciamento de todos eles pela mesma plataforma já que temos conexões diretas com mais de 700 operadoras pelo mundo e atuação em todos os continentes. Desta forma, estamos prontos para ajudá-lo com regulamentações específicas e boas práticas para cada país da sua operação. 

Watch video Pause

Entre em contato com um de nossos especialistas e saiba mais como a Infobip pode ajudar a sua fintech a ser mais rentável. 

Conteúdos relacionados que você pode se interessar: